Corrida e transformações no corpo

1. Circulação: o sangue circula mais, aumenta a entrada de oxigênio nos tecidos e otimiza a função dos órgãos.

2. Rins: o aumento da circulação melhora a função do rin, que filtra o sangue e reduz as substâncias tóxicas pelo corpo.

3. Sono: as horas de sono são melhor aproveitadas. O corpo relaxa e absorve os ganhos fisiológicos do exercício.

4. Cérebro: aumentam os níveis de serotonina, neurotransmissor cuja falta associa-se à depressão.

5. Glicemia: as taxas de glicose caem e as células se tornam mais sensíveis à insulina, o que reduz os níveis de açúcar no sangue.

6. Ossos: a corrida estimula a formação de massa óssea, prevenindo algumas lesões como a osteoporose.

7. Pressão: maior elasticidade dos vasos sanguíneos, o que ajuda a manter a pressão baixa.

8. Pulmão: corredores tem menor risco de contrair infecções respiratórias, pois na corrida os pulmões tem sua função

maximizada.

9. Colesterol: os níveis de LDL no sangue,o chamado colesterol “ruim”, diminui.

10. Estresse: o hormônio cortisol, liberado em situações de stress, é queimado durante a corrida.

11. Coração: gradativamente atleta consegue bombear mais sangue com menos batimentos cardíacos.

12. Gordura no fígado: o excesso de gordura pode causar esteatose hepático, cirrose e até a perda da função do fígado. Com a corrida o risco diminui.

13. Gordura abdominal: a diminuição da gordura abdominal reduz o risco de Síndrome Metabólica e doenças cardiovasculares.

14. Pâncreas: ao emagrecer, a insulia volta a agir e muitas vezes o diabetes do tipo 2 desaparece ou a dose diária de insulina (ministrada principalmente em diabéticos tipo 1) é diminuída, proporcionado bem estar e melhora significativa do controle da disfunção.

By |2018-09-04T02:44:45+00:00fevereiro 2nd, 2011|Matérias|0 Comments

Leave A Comment